Defensor em Destaque

21/03/2019    

Adep-Ba lança campanha no Dia de Combate à Discriminação Racial

Adep-Ba lança campanha no Dia de Combate à Discriminação Racial

Para Vanessa Nunes Lopes, ingressar na Defensoria Pública através do sistema de cotas é resultado da luta da comunidade negra, que se articulou para conquistar a aprovação de leis que pudessem dar esse acesso, negado durante tanto tempo.       

A defensora lembra que o 21 de março passou a ser a data de combate à intolerância racial em memória do Massacre de Sharpeville (1960), onde, após manifestação pacífica contra o regime do apartheid, a polícia da África do Sul abriu fogo contra a multidão desarmada, resultando em 69 mortos e 186 feridos.

“O usuário/a da Defensoria, em sua maioria, é negro/a. Pensando em como trabalhar com esse assistido de maneira propositiva e plural, um grupo, composto por mim e pelos colegas Clarissa Lima, Maiara Salles, Elisa Alves, Raquel Malta, Jamara Santana, Nathan Silva e Rafael Soares, está propondo nesta data, por meio de uma carta aberta à Escola Superior da Defensoria (Esdep), a criação de um grupo de estudo específico para tratar da temática racial”, afirmou a defensora

Segundo ela, o objetivo é discutir internamente e com a ajuda da população, formas de atuação e intervenção que possam ser reproduzidas por outros defensores, de forma coletiva, para que o 21 de março não seja só um dia, “que esse marco de luta e memória seja concretizado todos os dias por todos que fazem o defensorado”,  reforçou Vanessa.        

Atuação Adep-BA

A partir deste 21 de março, a Adep-BA inicia uma série de ações voltadas ao engajamento que motivem o interesse dos defensores em criar e participar de grupos temáticos voltados a discutir soluções para áreas tão sensíveis da nossa sociedade, como o racismo.

A linha de atuação, seguirá da mesma forma em outras datas reflexivas, contando sempre que possível com o corpo da instituição.  “Estamos estudando formas de atuar, como já acontece na Anadep com suas Comissões Temáticas, para além de estreitarmos as relações com os defensores, também propor ao legislativo projetos estratégicos que gerem impacto na sociedade e, como consequência, ao nosso assistido”, pontua a presidente da Adep-BA, Elaina Rosas.

“Toda pele é um manto sagrado”

21 de março

Dia Contra a Discriminação Racial

Fonte: Ascom ADEPBA

Central do Associado

Associe-se

Clique Aqui