Defensor em Destaque

07/06/2019    

Doutorado nota 10!

Doutorado nota 10!

“A prori" seria apenas mais um atendimento realizado pelo defensor público Luiz Carlos Assis Júnior na comarca de Teixeira de Freitas, interior da Bahia. Foi muito mais. A história de uma jovem que queria cursar graduação e que, para isso, precisaria de algumas “adaptações razoáveis" por causa de limitações a longo prazo em decorrência da deficiência se transformou em inspiração, gratidão e amor.

O definitivo envolvimento do defensor público com a causa do seu assistido deu origem à tese de doutorado intitulada “O Direito fundamental à adaptação razoável na convenção sobre direito das pessoas com deficiência”, que recebeu a nota máxima da Banca Examinadora da Universidade Federal da Bahia (UFBA), formada por: Rodolfo Pamplona Filho (orientador), Dirley da Cunha Jr (examinador interno), Luciano Martinez (examinador interno), Aloisio Cristovam (examinador externo) e Charles Silva Barbosa (examinador externo).

A experiência inspiradora resultou em bem mais do que um 10 dos avaliadores. O olhar altruísta da tese recai sobre uma população que além das limitações físicas convive com o preconceito e discriminação, contribuindo para a elaboração de políticas públicas que fomentem dignidade e justiça à uma parte dos assistidos.

Ao agradecer aos que contribuíram para o trabalho desenvolvido, Luiz Carlos de Assis Júnior ressaltou a importância dos familiares, dos amigos, do orientador e dos examinadores. “Senti a energia positiva dos meus amigos, familiares, colegas de trabalho e alunos. Gratidão é a palavra que resume o que sinto nesse momento, pois esta conquista é resultado de uma sinergia. Comecei contando uma história que foi uma das inspirações para desenvolver a tese, de uma moça que queria cursar a graduação e, embora estivesse matriculada, a sua permanência e continuidade no curso dependia de algumas “adaptações razoáveis”, em razão dos impedimentos de longo prazo causados por sua deficiência. Ela havia entrado no meu gabinete, ainda em Teixeira de Freitas/BA, para aquilo que seria mais um atendimento, e se transformou em inspiração de pesquisa neste doutorado”, lembrou.

O doutor dedicou a aprovação não só à mulher que o inspirou, mas também estendeu a todas as pessoas com deficiência. “É àquela moça e a todas as pessoas com deficiência a quem dedico esta tese. Foram inspiração e razão para a pesquisa, que tem como proposta oferecer meios para inclusão plena e exercício de direitos e liberdades em igualdade de oportunidades”.

Fonte: Ascom/ADEP-BA

Central do Associado

Associe-se

Clique Aqui